segunda-feira, 18 de julho de 2011

Os melhores dias da sua vida...

...são quando você descobre o amor que você sente por aquelas pessoas especiais.

Porque as pessoas mudam, você muda, o mundo gira e a transformação é inevitável. Mas os sentimentos permanecem na memória, e quando você puxa eles de volta, quando você encontra uma forma de reatar esses laços, a vida parece, sei lá, incrivelmente linda e com tanto sentido.

Foi isso que aconteceu comigo com a chegada da Isadora no Rio. A gente não se via a 3 anos, tudo em nós mudou, mas aquele amor, esse sentimento de companheirismo e irmandade continua o mesmo. E porra, eu fui um SACO com ela, exigindo, pedindo, brigando e tudo que ela fez foi me acalmar, me abraçar e me ajudar. PORRA, isso é que é amigo! É você estar mal pra caralho por causa da sua família e ela para você na rua, te dá todo apoio do mundo, vocês bebem e fica tudo bem. É você estar de tpm, não conseguir se divertir de jeito nenhum e ela sai, dá uma volta para você relaxar e todos começam a curtir. É sair de casa sem NADA planejado, ir beber na praia, encontrar uma galera incrível que te dá mais álcool, e ainda ficar muito louco fumando um negócio esquisito. É ir numa social na e todos se jogarem na cama, um em cima do outro.

Eu não sei, e não sei se quero saber, se essas coisas que a gente fez em uma semana foram tão ou mais divertidas do que as coisas que você fez/faz na sua cidade. Provavelmente não, mas o importante mesmo, são as pessoas. É chegar da night as 7h da manhã e ficar acordado conversando até 12h. É ir pra casa cedo com medo do ptzão, é dormir aleatoriamente na cama de someone porque vc está muito louco. As coisas que a gente fez, porra, desde SEMPRE estão aqui comigo. Você está comigo onde eu for, porque você é minha pequenininha <3 meu coelhinho e essa semana foi incrível demais para eu simplesmente... não queria pedir a Deus que você fique mais, que você esteja aqui sempre.

Foi o que aconteceu quando nós fomos para casa da Isa e eu e Roberta conversamos sobre como toda a nossa amizade, que era tão sincera e tão forte, desapareceu. Tudo pareceu estar esclarecido, e por mais que as coisas não voltem a ser como antes, você agora sabe que sempre poderá contar com aquela pessoa. Que ela sente sua falta. Que ela te gosta do mesmo jeito, porque tudo que você sente não muda, não importa o quanto você mude.

Eu amo meus amigos. Amo demais e essa semana foi tão incrível para mim. Eu realmente me sinto feliz por ter realizado tantos sonhos e ter feito tantas coisas.

Estou doente, minha garganta está completamente fudida, eu não estudei para minha prova, mas eu me sinto bem, realizada e completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tell me you're not vicious...