sábado, 6 de agosto de 2011

Um sorriso singelo e pacificado

Sim, eu passei para filosofia. E como alguns devem saber, esse meu desejo não veio de agora, nem do ano passado, nem de pouco tempo. Veio com a vida, e com a necessidade incessante de descoberta e auxílio. Veio com a necessidade de conhecimento e vida, de liberdade e de respirar todo o ar possível.

Algumas pessoas, com toda a certeza, devem pensar que estou "desperdiçando" meu talento, minha inteligencia e minha intelectualidade para estudar algo tão "inútil" como filosofia. Que não vai me levar a lugar algum, que não vai me trazer grandes laranjas suculentas, apenas alguns limões pequenos. Pois bem, eu sempre preferi um gosto amargo que pode ser adicionado a um açúcar perfeito e criar uma torta maravilhosa a espremer um suco sem vida, que azeda com a simples exposição. Filosofia não é um curso fácil no perduring, mas é o que avança e alcança todos os tipos de conhecimento. É o início, meio e fim. Ele não vai me trazer a riqueza e o luxo, mas traz a paz de espirito que eu sempre sonhei. A paz de fazer escolhas, de lutar por algo que se acha certo e liberdade de ser e parecer o que eu bem entender.

Talvez seja difícil demais para algumas pessoas entender que todos nós temos aspirações e desejos diferentes. Somos criados com valores que se perpetuam por gerações e as vezes nos fazem crer que elas são o caminho, a verdade e a vida. Mas se há algo que aprendi estudando filosofia por tantos anos foi: o caminho é escolhido, a verdade é subjetiva e a vida é SUA.

Desperdício é sim, colocar a vontade e as aspirações da sua família, dos seus amigos, da sociedade acima da sua, não conseguir fazer as escolhas que você quer porque pode ter alguém te pressionando ou te ameaçando. As conquistas vem com força e talento. Mas não talento "dom, vocação", talento para viver e enfrentar os desafios, para vencer as barreiras e não se entregar a comodidade e ao ócio.

Pode até ser que eu não me encontre em filosofia como eu imagino, mas sei que fazer algo que EU escolhi já faz toda a diferença. Ninguém é idiota para pensar: "Eu vou viver pobre e miserável, mas sempre feliz". O mundo dita as regras, e sim, nós precisamos de dinheiro. Precisamos de comida, roupas, moradia e lazer. Precisamos beber nos fins de semana e precisamos ir ao teatro ou ao cinema as vezes. Mas não se conquista isso apenas com Medicina, Engenharia ou Direito. Ou até mesmo com Psicologia, que é linda e maravilhosa em essencial, só não é para mim!

Faça o seu caminho, construa o seu castelo. Decepção é culpar os outros pelas burradas que você faz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tell me you're not vicious...