segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz ano novo?

E sou o tipo de pessoa que escreve mensagens de ano novo, faz retrospectivas, conta os anseios e desejo para esse novo período. Faço promessas, pulo sete ondas e agradeço as coisas boas que o ano anterior me trouxe.

Esse ano, eu devo dizer, foi m ano ruim. Se não péssimo. Foram muitas revelações devastadoras para mim. Pessoas me magoaram, planos não deram certo, sonhos foram devastados. Eu me vi crescendo e aprendendo coisas incríveis, entendendo outros pontos vista, compreendendo outros aspectos vitais do mundo. Não luto contra o sistema, não quero que ninguém morra, mas gostaria que fosse possível que cada um vivesse do jeito que bem entendesse.

Esse é o meu desejo de ano novo. Quero que você, meu amigo, encontre o seu modo de viver e ser feliz. Que você possa ser livre, capaz e desinibido o suficiente para encarar isso. Que você tenha força sufiente para realizar suas vontades e dar uma cusparada na cara (metaforicamente, é claro) na cara dos tiranos inescrupulosos que querem fazer a gente achar que só há um jeito de ser feliz.

É o que desejo para mim mesma.

Queria agradecer aos meus familiares, que apesar de todos os pesares, são pessoas maravilhosas que me respeitam e me amam do jeito que eu sou. Aos meus amigos. Aos antigos por conseguirem me aturar por tanto tempo e aos novos por não fujirem das minhas nojeiras e manias malucas.

Que 2013 seja um bom ano. Que a gente possa ter momentos bons e ultrapassar os obstaculos do novo anos. Que sejamos felizes e livres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tell me you're not vicious...